TEATRO PORTUGUÊS

TEATRO PORTUGUÊS

SKU: 14839
€60,00Preço

TEATRO PORTUGUÊS
Diversos autores.
[Editores e datas várias]. 8 opúsculos.
Miscelânea encadernada constituída pelos seguintes 8 opúsculos de teatro:

01.

FEREAL (C.) - GARIN OU O ERMITÃO DE MONTSERRAT
Drama Lirico em 4 Actos.
Musica de TOMÁS BRETÓN.
Porto - Real Theatro de S. João.
Fevereiro 1903.
PORTO. Papelaria e Typographia Academica. 1903. In-8º peq. de 36 págs. Br.

02.

MANTUA (BENTO) - O FADO
Episodio em 1 acto, representada pela primeira vez na festa artistica do actor Henrique Alves, no Theatro de S. Carlos, em 15 de Março de 1915.
Livrarias Aillaud e Bertrand. Paris Lisboa. 1915. In-8º de 39-V págs. Br.

03.

AMARO (CARLOS) - SCENA ANTIGA
Edição da Commissão Executiva das "FESTAS DO ENTERRO DO GRAU" - em 1905. In-8º de 35 págs. Br.

04.

LIMA (CARLOS) - A CEIA DOS POBRES
Contraste à "Ceia dos Cardeais".
Episodio dramatico em um acto em verso.
Representado pela primeira vez em Coimbra no Theatro Princepe Real, em 17 de Novembro de 1906.
Typographia França Amado. Coimbra. 1906. In-8º de 29-III págs. Br.

05.

REYS (LUIS DA CAMARA) - O MELHOR CAMINHO
Dois actos em prosa.
Primeira representação no Theatro Circo Principe Real, em Coimbra, a 26 de Janeiro de 1907.
Coimbra. França Amado - Editor. 1907. In-8º de 46 págs. Br.

06.

ARNOSO (VICENTE) - DÔR QUE MATA
Episodio Dramatico em um acto, representado pela primeira vez, pela companhia Adelina Abranches, no Theatro Avenida em 10 de Maio de 1917.
Lisboa. 1918. In-8º de 22 págs. Br.

07.

CÂMARA (D. JOÃO DA) & LOBATO (GERVÁSIO) - O SOLAR DOS BARRIGAS
Applaudida opereta representada com geral agrado no Theatro da Rua os Condes.
2ª edição revista e augmentada com o côro das authoridades e coplas à viola pelo Papa Leguas.
Livraria Popular de Francisco Franco. Lisboa. S/d. In-8º de 16 págs. Enc.

08.

CRISPIM - A CEIA DOS MAIORAES [& A LAGRIMA]
Imitação política d'A CEIA DOS CARDEAES do Sr. Julio Dantas. [Imitação política d'A LAGRIMA do Sr. Guerra Junqueiro].
3ª edição.
Composto e impresso na Typ. LA BECARRE. Lisboa. In-8º de 19 págs. Br.

Encadernação antiga de boa execução. Todos os opúsculos mantêm as capas.


Volume em bom estado de conservação apresentando normais sinais do tempo e pequenas imperfeições.